Fiquei aqui, um louco meio perdido
Sem compreender, tanta solidão

Que me chateia, e tira a paz do coração.

Me joga o cabresto que eu te amadrinho
Do sonho que tive apurando o caminho

A dor que me leva é uma cruz tão pesada
Que perturba o silêncio, da alma calada

Acordei os meus versos, todos machucados
Busquei nos recuerdos, vivido ao teu lado

O amor que sufoca é de trança parelha
Não se vai a imagem da lida mais feia

Mas tenho de ti, a verdade sincera
Do amigo aqui que ficou na espera

A falta que faz tua prosa amiga
Ainda te escuto pra tudo que diga

A força que tive foi menos que a sorte
A bondade que tinhas sempre me faz forte

O homem que vive agora na graça
Aqui te eternizam com moldura na praça

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts