Azeite
Se me quiser assim
Aceite

Tô torta
Mas vou abrir a porta
Pão leite mel pente
Escovas de dentes
Meu coração
Venha
Se alimente
Se oriente
Sente
Se ajeite
Se vire
Entre sem cerimônia
Sem vergonha
Entre e ouça o meu poema
Sabes que eu tenho a manha
Nunca nada te neguei
Não regularia agora
Mesmo sendo altas horas
Bateste na minha porta
Por saber que não
Te deixaria fora
A onda de angústia
Mais angústia
Já se foi
Foi para sempre
Naquela noite
Quando sem me beijar
Sem se voltar
Foste embora

Azeite
Se me quiser assim
Aceite

Pegue um cobertor
Se esquente
O arroz deve estar quente
Portanto não esquente
Tá tudo em cima
No fogão tem feijão
Sol a essa altura
Não tem não
Sol só lá no Japão
Sei que não é só
Não é sol o que você quer
Sei que não
Só o que faço é ser mulher

Azeite
Se me quiser assim
Aceite

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts