exibições 80.714

O Canto da Ema

Jackson do Pandeiro


A ema gemeu
No tronco do juremá
A ema gemeu
No tronco do juremá

Foi um sinal bem triste, morena
Fiquei a imaginar
Será que é o nosso amor, morena
Que vai se acabar?

Você bem sabe
Que a ema quando canta
Vem trazendo no seu canto
Um bocado de azar

Eu tenho medo
Pois acho que é muito cedo
Muito cedo, meu benzinho
Para esse amor se acabar

Vem morena (vem, vem, vem)
Me beijar (me beijar)
Dá um um beijo (dá um beijo)
Pra esse medo (se acabar)

Diz que a ema gemeu
No tronco do juremá
A ema gemeu
No tronco do juremá

Foi um sinal bem triste, morena
Fiquei a imaginar
Será que é o nosso amor, morena
Que vai se acabar?

Você bem sabe
Que a ema quando canta
Vem trazendo no seu canto
Um bocado de azar

Eu tenho medo
Pois acho que é muito cedo
Muito cedo, meu benzinho
Para esse amor se acabar

Vem morena (vem, vem, vem)
Me beijar (me beijar)
Dá um beijo (dá um beijo)
Pra esse medo (se acabar)

Você bem sabe
Que a ema quando canta
Vem trazendo no seu canto
Um bocado de azar

Eu tenho medo
Pois acho que é muito cedo
Muito cedo, meu benzinho
Para esse amor se acabar

Vem morena (vem, vem, vem)
Me beijar (me beijar)
Dá um beijo (dá um beijo)
Pra esse medo (se acabar)

Diz que a ema gemeu
No tronco do juremá
A ema gemeu
No tronco do juremá

Foi um sinal bem triste, morena
Fiquei a imaginar
Será que é o nosso amor, morena
Que vai se acabar?

A ema gemeu
No tronco do juremá
A ema gemeu
No tronco do juremá

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Alventino Cavalcanti / Aires Vianna / João Do Vale. Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por João. Revisões por 4 pessoas . Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog