Por que será que eu detono meu corpo
Todo dia, toda hora pouco a pouco
Que prazer estranho me faz rir
É tão gostoso conseguir me destruir

Todo dia só penso na morte
É tão fascinante a falta de sorte
E dá uma tristeza no meu olhar
Só quero um motivo pra mim acabar

Fico feliz como um cachorro louco
Depois só penso em comer feito um porco
Foda quando vem a vontade de chorar
Começar tudo denovo pra disfarçar

Eu me odeio me detono devagar
Boca, nariz, veias, onde dá (2x)

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir