O crente cheio de poder
É diferente dos demais
Ele tem sempre a sua espada
Pra combater a Satanás
E quando vem a tentação
Ele não teme não
Nessa hora tão difícil
Ele põe os joelhos no chão
E busca a Deus em oração

O crente cheio de poder
Não teme nada, nem a morte
Pois ele sabe que pode vencer
Pois o seu Deus é muito forte
Ele em tudo é vitorioso
Também a tudo sabe compreender
O céu se abre, a terra treme
O diabo sai em disparada
Aonde chega o crente de poder

O crente cheio de poder
É sempre aquele que está contente
Ele incentiva os demais
A serem mais tementes
Não difama o seu irmão
Por maior que seja o seu mal
Ao invés de lhe difamar
Ele pede ao seu Deus:
“Deus abençoe fulano de tal”

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir