The Man Comes Around

Johnny Cash

exibições 113.313

The Man Comes Around

And I heard, as it were the noise of thunder
One of the four beasts saying
Come and see
And I saw
And behold, a white horse

There's a man going around taking names
And he decides who to free and who to blame
Everybody won't be treated all the same
There'll be a golden ladder reaching down
When the Man comes around

The hairs on your arm will stand up
At the terror in each sip and in each sup
Will you partake of that last offered cup?
Or disappear into the potter's ground
When the Man comes around

Hear the trumpets, hear the pipers
One hundred million angels singing
Multitudes are marching to the big kettledrum
Voices calling, voices crying
Some are born and some are dying
It's Alpha and Omega's kingdom come

And the whirlwind is in the thorn tree
The virgins are all trimming their wicks
The whirlwind is in the thorn tree
It's hard for thee to kick against the pricks

Till Armageddon no shalam, no shalom
Then the father hen will call his chickens home
The wise man will bow down before the throne
And at His feet they'll cast their golden crowns
When the Man comes around

Whoever is unjust let him be unjust still
Whoever is righteous let him be righteous still
Whoever is filthy let him be filthy still
Listen to the words long written down
When the Man comes around

Hear the trumpets, hear the pipers
One hundred million angels singing
Multitudes are marching to the big kettledrum
Voices calling and voices crying
Some are born and some are dying
It's Alpha and Omega's kingdom come

And the whirlwind is in the thorn tree
The virgins are all trimming their wicks
The whirlwind is in the thorn tree
It's hard for thee to kick against the pricks
In measured hundred weight and penny pound
When the Man comes around

And I heard a voice in the midst of the four beasts
And I looked and behold: a pale horse
And his name, that sat on him, was Death
And Hell followed with him

O Filho do Homem Está Por Vir

E ouvi, como se fosse o som do trovão
Uma das quatro bestas dizendo
Venha e veja
E eu vi
E contemplei, um cavalo branco

Há um homem por aí anotando nomes
E ele decide quem livrar e quem culpar
Todos não serão tratados igualmente
Haverá uma escada dourada descendo
Quando o Filho do Homem vier

Os pelos de seu braços vão se arrepiar
Com terror em cada gole e cada mordida
Você compartilhará daquele último copo oferecido?
Ou desaparecerá na terra do oleiro
Quando o Filho do Homem vier

Ouça as trombetas, ouça as flautas
Cem milhões de anjos cantando
Multidões estão marchando para o grande tambor
Vozes chamando, vozes chorando
Alguns nascem e alguns estão morrendo
É o reino do Alpha e do Ômega que está vindo

E o turbilhão está no espinheiro
As virgens estão todas arrumando seus pavios
E o turbilhão está no espinheiro
É duro para ti recuar contra as picadas

Até o Armagedom ninguém dirá ou ouvirá: Paz!
Então o pai chamará suas galinhas para casa
O homem sábio irá se curvar perante o trono
E ao Seus pés jogarão suas coroas douradas
Quando o Filho do Homem vier

Quem for injusto, continue sendo injusto
Quem for correto, continue sendo correto
Quem for imundo, continue sendo imundo
Escute as palavras escritas há muito tempo
Quando o Filho do Homem vier

Ouça as trombetas, ouça as flautas
Cem milhões de anjos cantando
Multidões estão marchando para o grande tabor
Vozes chamando, vozes chorando
Alguns nascem e alguns estão morrendo
É o reino do Alpha e do Ômega que está vindo

E a ventania está no espinheiro
As virgens estão todas arrumando seus pavios
E a ventania está no espinheiro
É duro para ti recuar contra as picadas
Em centenas de quilos e centavos
Quando o Filho do Homem vier

E ouvi uma voz no meio das quatro bestas
Olhei e contemplei: um cavalo baio
E seu nome, que estava assentado nele, era Morte
E o Inferno o seguia