Deus da Guerra (part. Sid)

Kant


Não rimo por pano nem rimo por pino
Rimas não tô comprando, tô esculpindo
Cuspindo sem skrr, boy, tô mais pra Schoolboy
No seu sangue eu esquio rindo
Tô parecendo um Deus? Então risque o hino
Fim dos meus dias de guerra, vejo putas e Whisky vindo
Eu escrevendo coisas sobre as nossas vitórias
E ao mesmo tempo eu vejo vikings rindo
Fiquem ricos mesmo que isso custe ver a si morrendo
Melhor que viver assim morrendo
Sem ter lucros vindo, foda-se quem tá vendo?
Seres normais detestam ver um louco rindo
Pode pá, miro pique Pugbe
Disparo em campo como Pogba, atacando mais que Drogba
Esse beat dropei pra me lembrar
Que dias de guerra me trazem mais ouro que dias de droga e bar
Pronto pra guerra como um Nórdico
Ótimo, cortando mais braços que um gótico
Exótico falar que essa porra de rap não te excita
É que cê não fode, pô
Só curto as de cem, então pega azuis
Deixando geral apagado então pega a luz
O meu pior se tornou clássico, cê nega blues?
Pro meu bichinho cês são ossos então Pegasus
Ah, série de punch sem ser Game of Thrones
Assisto quem me ataca em Game of Clones
Estrelando treta por grana em Game of Money
Só que isso é uma guerra de cavalos e não Game of Pôneis

Derreto meu crânio como estanho
Sim, sou estranho
Faz o seguinte então, me erra
Porque essa lírica se tornou tão afiada que agora cês podem dar adeus pra serra
O que eu fiz foi instantâneo
Sim, enterrei crânios como bola de basquete
Nem Kevin durou na terra
Juro que tentei cantar amor, mas o cenário me criou como um Deus da guerra
Derreto meu crânio como estanho
Sim, sou estranho
Faz o seguinte então, me erra
Porque essa lírica se tornou tão afiada que agora cês podem dar adeus pra serra
O que eu fiz foi instantâneo
Sim, enterrei crânios como bola de basquete
Nem Kevin durou na terra
Juro que tentei cantar amor, mas o cenário me criou como um Deus da guerra

Deus da guerra
Sid, Kant como um Deus da guerra
Sid vai cantar ideologia, filho, não ferra
O Mike na minha mão mata mais do que um cano que berra
Plau, plau, plau, plau, para, pera
Fala merda na minhas costas, mas de frente treme as perna?
Covarde, cês são fake pose
Pra sua diss meu dedo que diz: Fuck poser
Essa eu fiz com papel e giz, aulas, loser
Infeliz, não vai dar pra tu, game over
Minha lírica atropela mais que Land Rover
Então bend over
Tua letra é uma piada ruim, bad joker
Sério, tu copia tanto que eu jurei que era cover, ahn
Tá nevando na tua cara, vou te reprovar por anti dopping
Com essa roupa tu não tá no hype, tá no shopping
Esse beat do Chiocki é igual Janis Joplin
Rap woodstock, ahn
Calma, pera, porra, tá se achando, fala mais que a boca
Nunca saiu do portão de casa e diz que é vida louca
Não conhece a vida louca
Nunca teve que trampar dobrado pra dobrar o saldo dessa porra toda
Diz que tem postura e que desbanca, mas só dá mancada
Até a levada é manca, quer bandeira branca
Cheguei nessa porra e nunca tive banca
Porque eu sei que quem tá cantando sobre arma não sabe que essa arma canta
'Cês tão fazendo muita merda e eu tô vendo
Sei muito bem quem aí tá devendo
A partir de agora eu vou te aposentar
É só você falar: Valendo

Derreto meu crânio como estanho
Sim, sou estranho
Faz o seguinte então, me erra
Porque essa lírica se tornou tão afiada que agora cês podem dar adeus pra serra
O que eu fiz foi instantâneo
Sim, enterrei crânios como bola de basquete
Nem Kevin durou na terra
Juro que tentei cantar amor, mas o cenário me criou como um Deus da guerra
Derreto meu crânio como estanho
Sim, sou estranho
Faz o seguinte então, me erra
Porque essa lírica se tornou tão afiada que agora cês podem dar adeus pra serra
O que eu fiz foi instantâneo
Sim, enterrei crânios como bola de basquete
Nem Kevin durou na terra
Juro que tentei cantar amor, mas o cenário me criou como um Deus da guerra

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts