Ahn, Kant
Foda-se a fama que essas treta me proporcionava
Minha alma não tava ali
Rima chilena, sou linha de frente do meu filho
Minha alma não trava ali
Apanhei da vida desde cedo
Nem você nem Mohammed tava ali
Só após ter os pulsos cortados
Meus pais foram perceber que eu estava ali (Ah)

Pressão, músicas, batalhas, folhinhas, falta de grana
Gerando fama enquanto minha depressão restava ali
Minhas costas pesam um javali, e já vali
Já falei e já fali (Já fali)
Minha alma não vale um beck de cinco, então dichava ali
Minha mente era um inferno e você só me deixava ali
Sinto que a morte me arrastava aqui
Aliás, tava aqui, posso escolher onde morrer, bom
Cava aqui, acaba aqui, vagaba que se gaba aí
Tá com a famosa moral colônia de um gambá
Ha ha ha ha, melhor você cambá

Sua vida o Kant não poupa, pouca rima
'Cê tá de touca, outra
Seu som não toca, o meu sim
Rimo igual Big Poppa, pô, pai
Deu seu tempo, Kant tem flow
Você tem pó? Kant tem sample rápido sem pó
Fiz faculdade com o melhor de mim (psiu-psiu-psiu)
Tenho cem pós
Acha que me supera no flow? Nem louco de cocaína
Paga de transante, mas 'cê nem ficou com a mina
O Kant só faz obra, ele ficou com a prima
Paga de otário no som e nem ficou com a rima
Sou mais bem pago pelo som que eu fiz pouca rima
Foda-se todos MC's que faz linhas pra pegar as menina
Vim pra ser dor de cabeça, prepara a aspirina
Vim separar quem tem postura e quem faz as birrinha

Fuck tu, bitch, eu fiz Fisk, Fisk, Fisk, Fisk (Fuck tu, bitch)
Seu coração é de gelo? Então vou arrancá-lo e jogar no meu copo de whisky
Fuck tu, bitch, eu fiz Fisk, Fisk, Fisk, Fisk, Fisk, Fisk, Fisk, uh
Botei fogo no cenário, ayy, oh, ayy, boom
Só estava tentando acender um cigarro, uh
Sério, mano, eu não sou nenhum incendiário
Sou detento da minha própria mente, um dia aqui se escreve cem diários
Tua vida próxima do fim
Mágica sim sim salabim, Kant brinca com a sílaba
Faz uma salada de filha da... Tcharam, cilada
Jarbas, esse corpo empilha, tá? Filha da
Passa esse tênis da Fila já, esses cara querem me matar, entra na fila, tá?
Eles não vê graça no Kant MC? Legal, Kant não é piada

MC's que até menstrua por mainstream
Enquanto eu fico mestre in ser tão ruim (Bang, bang)
A ponto de não conseguirem fazer outra coisa a não ser só falar de mim (Kant)
Licença peço, posso
Não foi por pussy que virei MC
Estourei um clipe one-take e não botei refrão
Essa foi minha melhor vigarice
Ganhar do Kant MC em uma disputa lírica é fácil
Chega a ser comum tanto quanto desarmar uma bomba ao lado de cinco homem-bomba gritando
Kabum, kabum, ca bunda esses cara rima, por isso sai essas merda
Rapper pau no cu não me conhece, então fecha essa boca, isso é só um alerta
Cês queria rima? Receba
Estava tão alto que tive que ir de cipó, descer pra decepar
Fazendo MC's desejar pro inferno descer já
Esse é meu estilo, beat seco e letra rústica

Não tá bom?
O que eu faço então? Compro um violão
E fico mil anos esperando um convite para Poesia Acústica?
Não, faça o que você quiser e foda-se o que o Rap teime
Está muito à frente pra te compreenderem? Foda-se que o público desse Rap treine
Faz parte do plano, é isso que eu amo
Me encho e me derramo pra que o rap reine (Pra que o rap reine)
E se o Rap é seguir tendência, então que o rap queime junto com o rap game
Raro como Articuno, articulo rimas entre arte e Bruno
Isso é dark, burro, hard puro
Cada sílaba é crack, surto
Crack, Clark Kant, click clack (Prr)
No mesmo ar que puxo esse verso é um absurdo
Se feriu? Ah, te curo, asseguro se meu nível for cair, ah, seguro
Em primeiro eu sempre serei o primeiro enquanto você agir como segundo vagabundo
Nesse mundo eu sigo alcoólatra
Essas merda de rimas saem por sua culatra

Inveja não tem cura, tá? Duas balas e 'cê cura já, calma, é só pra encorajar
Não torce por mim, mas torce o pescoço para ver o que eu tenho
Vai levar um couro já, sangue vai jorrar na minha jarra, melhor me errar
Ou melhor não me errar, posso te enterrar facilmente
Faço com que esse jogo possa se encerrar (Go)
Críticas formam minha carreira solo
Priorizo o riso sagrado que habita em meu colo
Vejo um pé rapado desesperado por hype, like, claro que eu esfolo
Minha vitória vem incomodando mais que torcicolo, pelo Rap torci, claro
Rima rara trouxe, claro, reparo em cada ato
Conhecimento eu não busco, eu rapto
Rápido permaneço sozinho em meu deserto como se fosse um cacto
Ninguém me toca, vou seguindo intacto
Igual 2Pac, tô thug life, sente o impacto
Sempre apto, papito, tenho um palpite
Depois desse na mesma velocidade seu coração nunca mais palpitou

Sei que ver eu vencer nisso dói tanto quanto a dor do parto
É que eu não sou o novo eu, sou o novo Eminem
Ops
90% do Rap nacional acabou de sofrer um infarto

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Enviada por VitorCastiel. Legendado por Luiz. Revisões por 4 pessoas . Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais posts