Oi, me sinto um trapo hoje
Mas hei de piorar
Sinto o abraço apertado
E é frio, feito a morte do tempo
Cada frase é chorada

Oi, desculpe a melancolia
Mas hei de lhe poupar
Toque a mais bela das sinfonias
Acenda uma vela
Tente me decifrar

Eu sinto que nunca existi
Mas se parto dói e não só em mim
Qual senha me leva daqui?
Quando o peito aperta, a vida é um triz
Bata na porta
Avise quando puder me ajudar

Oi, você tem algo importante a dizer?
Ou nos poupar o tempo vai te ajudar nessa deprê-sade?
Tristeza não se mede, só se deixa levar

Eu sinto que nunca existi
Mas se parto dói e não só em mim
Qual senha me leva daqui?
Quando o peito aperta, a vida é um triz
Bata na porta
Avise quando puder me ajudar

Eu sinto que nunca existi
Mas se parto dói e não só em mim
Qual senha me leva daqui?
Quando o peito aperta, a vida é um triz
Bata na porta
Avise quando puder me ajudar

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir