O Autor da Minha Vida

Lab


Então vamos jogar, se quer me destruir
Muitos tentaram e olha só ainda estou aqui
Há muito tempo não sentia essa sensação
Me sinto invencível, mas mantenho o pé no chão

Anos atrás era tão fácil de me derrubar
Cada tropeço era um buraco que ia parar
Cavei um túnel e fiz dali então minha morada
Tipo um morcego no escuro a mente descansava

Eu tinha medo de sair e encarar o mundo
Cada olhar que me cercava, estava inseguro
Olhar pra baixo não queria chamar atenção
Ser invisível era um sonho, uma obsessão

Não queria ser visto naquela situação
Me arrastava, estava exausto, é uma punição
Dentro de mim sempre existiu a força pra mudar
Eu sabia que um dia ela iria libertar

Saber quão grande posso ser não fazia sentido
Sempre achei que meu futuro estava garantido
Me conformei em um patamar que eu pude chegar
Sentei, parei e disse que ali então é meu lugar

Mas um tempo depois eu me senti incomodado
Todas as coisas que fazia é o mesmo resultado
Não sei se é ganancia ou um simples querer mudar
Mas sabia que aquele jeito eu não ia ficar

Então busquei todas as coisas que posso ser
Posso ser tudo então, que eu quiser fazer
Mas fazer alguma coisa sempre dava medo
Eu pensava comigo se não era muito cedo

Mas se for tarde quando enfim eu decidir mudar
E se o tempo resolver não mais me ajudar
E se eu perder então tudo que eu já conquistei
É um arrependimento o tempo que gastei

Se uma coisa eu aprendi é que o tempo passa
Antes é cedo, agora é tarde, então mão na massa
Quando mais tempo eu perder menos vou conquistar
Quanto mais medo eu tiver menos vou alcançar

Um dia eu verei tudo que fiz valer a pena
O filme da minha vida eu escrevo cada cena
Eu sou o ator, o roteirista e o diretor
Estrelando: Eu! Mais um simples autor

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts