Foto do artista Leal

Flashback (part. Choice & Vietnã)

Leal


[Leal]
Não tá normal, lá fora não tá normal
O dinheiro é papel, mas a mentira é real
Quantos foram nessa de pegar a peça
E atravessar a city em busca de grana
Mas no fim da fita, vários se complica
E multiplica a conta de menor em cana
Ei, isso é normal
Campeão mundial, Brasil carnaval
Governo brinca com meu povo
Conceito velho e ano novo
Eu tô voando e 'cê com enjoo
Sua falsidade me dá nojo
Cola com outro

[Leal]
Flashback, foi só um flashback
Alguma coisa me diz que eu passei ali
Flashback, foi só um flashback
Só o tempo explica as coisas que eu não entendi

[Leal]
Eu faço pelos meus manos, pelos meus manos
Para que eles saiam do engano
Eu tô buscando a vitória, dias de glória
Vêm depois de algum desencanto
Tudo só precisa de um plano
Corre, meu mano
Que o relógio não tá te esperando
Mas se tu não corre, tem nada
Nada acontece, mesmo tu rezando pro santo

[Leal]
Meu som é visão e sempre vai ser
Eu não quero um Ray Charles pedindo esmola
Má influência é o que sempre vai ter
Escute sua intuição agora
Com a falta de verba, abuso de poder
Sobra biqueira quando falta escola
Bora traficar que é o que tem na TV
Tem vários Pelé que nunca viu a bola
Parado no tempo ou ativista
Qual dos dois você se classifica?
O amor não falta, mas o ódio grita
Com a polícia que não pacifica
A favela morre e a mentira vive
E a saudade mata, ninguém passa e fica
E se olhar no espelho quando tá no erro
'Cê vai perceber ser quem 'cê mais critica

[Vietnã]
Não mudo o caminho
Me diz como ver outra escolha
Se pá que essa cena não é pra ter final feliz
Me julga enquanto mantém seus segredos na encolha
É, dorme no barulho, teu jogo ou juiz
Um filme na mente, um menor de esquina
Chama no grau, cabo enrola
Nunca teve sorte, era bom nos esporte
Um talento da quadra na escola
Nada diferente dos menor de hoje
Sempre se repete as história
Se pá já passei aqui
Se pá que já estive aqui
Um trago daqueles
Que me faz desviar das balas
Efeitos sempre à flor da pele
Seu herói no meu porta-malas
Karma de quem com ferro fere
Deixa cicatriz que não sara
E eu sempre vejo isso aqui
Faz tempo é normal por aqui

[Vietnã]
Parece um flashback, parece um flashback
Parece um flashback, parece um flashback

[Choice]
Flash, tamo no corre do cash
Eu tenho um flashback
Quando a polícia aparece
Moleque desaparece
A inveja matando, a mentira enganando
Quem que prevalece no meio de uma operação dessa?
Mata o menor e forja a peça
E a consciência não pesa
Por que é que eles saem impune?
Já que a Justiça não pune
Vou punir com meu próprio punho
Por quê que nos desmerecem?
Já que isso nós não merece
No morro nós sabemos ter classe
Por isso, cuzão que sobe nunca mais desce
No morro nós vivemo à vontade
No morro nós vivemo o freestyle
No morro tem maconha à vontade
Na favela eu vivo confortável
Parceiro, não fala o que não sabe
Isso não é ser homem de verdade
Queria minha sinceridade
Ainda vivemo no underground
Separando a verdade da fraude
Ainda vivemo no underground
Separando a verdade da fraude
(Parece um flashback)

[Leal]
Eu faço pelos meus manos, pelos meus manos
Para que eles saiam do engano
Eu tô buscando a vitória, dias de glória
Vêm depois de algum desencanto
Tudo só precisa de um plano
Corre, meu mano
Que o relógio não tá te esperando
Mas se tu não corre, tem nada
Nada acontece, mesmo tu rezando pro santo

[Leal]
Flashback, foi só um flashback
Alguma coisa me diz que eu passei ali
Flashback, foi só um flashback
Só o tempo explica as coisas que eu não entendi

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir