Classes geram objetos, isso é instanciação.
Posso concluir que o objeto é uma instância de uma classe, então.

A poo tem 3 pilares: herança, polimorfismo e encapsulamento.
Só pra rimar, fique bem atento!
Para encapsular, usa o privado, mas é bom lembrar que ainda tem protegido e público.
O protegido é visto pelas subclasses
Então, estuda esta música porque eu quero que você passe!

O objeto tem uma interface,
Que nada mais é que seus métodos públicos
Que podem ser de 3 tipos
Construtor, acessor e mutante
Para inicializar, chama o construtor
Para pegar o valor, chama o acessor
Já para alterar, chama o mutante
É bom lembrar que aquilo é abstrato
É diferente daquilo que é concreto,
Por isso eu posso dizer que a classe abstrata
Não gera nenhum objeto

[refrão]
Agora abra bem suas mãos,
Vire para baixo e cante o refrão
Eu quero có, có, codigão
Eu quero có - di - gão.

Para se comunicarem, os objetos têm duas maneiras
Eles se associam ou passam mensagens
Passar mensagem nada mais é que chamar os métodos da interface
Já para associar, vamos relembrar
Tem agregação e composição
Lembre-se de que a composição é mais forte e dependente

Geração saúde toma suco natural
Relacionamento saudável é relacionamento confiável
Hoje só se fala em reciclar, por isso tudo tem que ser reutilizável
Quando seu primo chato descobre que você é técnico, ele chama para fazer manutenção
Para fazer uma gambiarra, você usa uma extensão, que faz lembrar aquilo que é extensível
Quando você abre a boca quando só tem certeza, você faz um comentário oportuno
Esses são os objetivos e benefícios da poo

Para fechar, vamos falar sobre polimorfismo
No puro, o objeto pode morfar
Da superclasse para a subclasse
Já no de sobrescrita, um método igual ao da superclasse
É redefinido na subclasse
Para a sobrecarga um método com mesmo nome
Recebe parâmetros diferentes
E no paramétrico, o objetivo é criar
Classes e métodos genéricos

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir