Não Basta Ser Crente

Leandro Marques

exibições 101.049

Dia desses, diante do espelho
Me perguntei: Que crente você é, Leandro?
Respondi: Não sei
Tradicional, pentecostal, protestante
Evangélico nominal ou praticante

Essas coisas que perguntam no senso do IBGE
E o maluco responde do jeito que quer
Fala o que vem na cabeça, sem pensar
Mas aquele que tudo vê não dá pra enganar

Descobri que a questão
Era mais difícil do que eu imaginava
Nesse bolo doido, onde é que eu me encaixava?
Então comecei a viajar nessa pergunta
Que não quer calar

Que crente você é? Que crente você é?
X9, 171 ou tá firmão de pé?
Mas que crente você é? Que crente você é?
Nó cego ou fura olho? É uma questão de fé

Não basta ser crente, não basta ser crente
Tem que nascer de novo, tem que morrer pro mundo
Tem que mudar de vez tua mente
Não basta ser crente, não basta ser crente
Tem que ter o coração feito criança
Pra perdoar, ser cristão, saber amar

Tem crente que só aparece em certos momentos
É o crente escoteiro, só vai em acampamento
Tem o crente girafa; onde ele mora?
Seu corpo tá na igreja mas a cabeça tá fora
Tem aquele que se sente, só quer aparecer
Só atua por cima do bolo: Crente glacê

E o crente salomão, alta categoria
O bicho sabe tudo, pai da sabedoria
Tem o crente chiclete que não é mole
Mastiga a palavra, mas nunca engole
Crente museu, que vive de passado
E o crente carroça: Só vem se for puxado

Não basta ser crente, não basta ser crente
Tem que nascer de novo, tem que morrer pro mundo
Tem que mudar de vez tua mente
Não basta ser crente, não basta ser crente
Tem que ter o coração feito criança
Pra perdoar, ser cristão, saber amar

Camaleão é outra espécie de crente
Um comportamento em cada ambiente
Que nem crente chuchu: Não tem gosto de nada
Maria vai com as outras, o bucho é da salada

E o crente papagaio: Não quer refletir
Não tem opinião, só sabe repetir
Precisa examinar as escrituras, deixar de ser mané
Tomar postura de guardião da verdade
De profeta que confere a palavra e interpreta
E aquilo que não presta ele deleta
Pois agradar ao senhor é sua meta

Uma coisa é ser crente, outra coisa é ser cristão
É preciso amar a Deus, “véi”, e aos irmãos
Ser safo na palavra, sagaz na oração
Sem papo torto, sem vacilação

Não basta ser crente, não basta ser crente
Tem que nascer de novo, tem que morrer pro mundo
Tem que mudar de vez tua mente
Não basta ser crente, não basta ser crente
Tem que ter o coração feito criança
Pra perdoar, ser cristão, saber amar

Tem o crente top model: Se enfeita todo
Pra ir domingo à santa ceia, igreja cheia
Mas o cristão dá o melhor que tem pra quem precisa
E ora nu, pois Deus conhece o coração
De quem quer tirar onda e quem quer andar
Na humildade, na santidade

Aí, meu irmão, bota a cara!
Não adianta correr, Deus já te viu, pegou você

Não basta ser crente, não basta ser crente
Tem que nascer de novo, tem que morrer pro mundo
Tem que mudar de vez tua mente
Não basta ser crente, não basta ser crente
Tem que ter o coração feito criança
Pra perdoar, ser cristão, saber amar

Digita “control-c” na primeira epístola de joão
E aperta “control-v” no coração
Depois “control-z”, cancela o passado
Cristão de verdade deleta o pecado

Digita “control-c” na primeira epístola de joão
E aperta “control-v” no coração
Depois “control-z”, cancela o passado
Cristão de verdade deleta o pecado

Não basta ser crente, não basta ser crente
Tem que nascer de novo, tem que morrer pro mundo
Tem que mudar de vez tua mente
Não basta ser crente, não basta ser crente
Tem que ter o coração feito criança
Pra perdoar, ser cristão, saber amar

Digita “control-c” na primeira epístola de João
E aperta “control-v” no coração
Depois “control-z”, cancela o passado
Cristão de verdade deleta o pecado

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir