Salmo 121

Leandro Vinícius

exibições 1.826

Em aflição meu coração, em pranto se tornou, a dor me castigou
A terra seca eu vi, a fome e a escassez
E o leão rugiu, em meio a cova estou
Mas olho para os montes e lembro o que Deus Fez
Se Deus me deu vitória me dará outra vez

O meu socorro vem de Deus
Esconderijo Ele é
Ele é o meu bom pastor
Nele eu coloco minha fé
Se a chuva ou o trovão vier
Eu rompo em direção ao sol
Bem acima das nuvens sei
Que ainda brilha o farol

O Guarda de Israel não dorme
O Guarda de Israel não falha
O Guarda de Israel está vivo
O Guarda de Israel não para

Mas olho para os montes e lembro o que Deus Fez
Se Deus me deu vitória me dará outra vez

O meu socorro vem de Deus
Esconderijo Ele é
Ele é o meu bom pastor
Nele eu coloco minha fé
Se a chuva ou o trovão vier
Eu rompo em direção ao sol
Bem acima das nuvens sei
Que ainda brilha o farol

Ele é o Guarda de Israel
O Guarda de Israel
O Guarda de Israel
O Guarda de Israel

O meu socorro vem de Deus
Esconderijo Ele é
Ele é o meu bom pastor
Nele eu coloco minha fé
Se a chuva ou o trovão vier
Eu rompo em direção ao sol
Bem acima das nuvens sei
Que ainda brilha o farol
Ele é o Guarda de Israel