São coisas dessa vida tão cigana
Caminhos como as linhas dessa mão
Vontade de chegar e olha eu chegando
E vem essa cigarra no meu peito
Já querendo ir cantar noutro lugar

Diga lá, meu coração
Da alegria de rever essa menina
E abraçá-la e beijá-la

Diga lá, meu coração
Conte as histórias das pessoas
Nas estradas dessa vida

Chore essa saudade estrangulada
Fale, sem você não há mais nada
Olhe bem nos olhos da morena
E veja lá no fundo a luz
Daquele sol de primavera

Durma qual criança no seu colo
Sinta o cheiro forte do seu solo
Passe a mão nos seus cabelos negros
Diga um verso bem bonito
E de novo vá embora

Diga lá, meu coração
que ela está dentro em meu peito
E bem guardada
E que é preciso mais que nunca prosseguir

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais no Blog