Giro lento em tempero ameno
Demora pra mostrar que sou capaz
Em meio a tanta água o chão desfaz
E o gosto doce de tanto amargor

Aonde foi que esconderam o ar?
Não dá mais pra senti-lo daqui
O resto que sobrou de mim tá no mar
E o fundo não toquei, sobrevivi

Mergulha e pinta meu corpo
Vertigem de sopro vermelho
Coragem de saber nadar
Desbrava outra dor no meu jeito

Rasga pra atravessar
A grade que vive no peito
Revive a cor desse mar
No olhar de quem dança direito

Amanhã em Macaé
Segunda em BH
Loucura é pra pé

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Hugo Zschaber / João Myrrha / Lica Del Picchia. Essa informação está errada? Nos avise.

Posts relacionados

Ver mais posts