exibições 11.728

Tardes Morenas de Mato Grosso

Liu e Léu


Com a rainha do meu destino fui conhecer o jardim de Alá
Onde nas cores da madrugadas ainda cantam os sabiás
Tardes morenas de Mato Grosso a paz do mundo achei por lá
Árvores lindas e bem cuidadas
Soltando flores amareladas sobre as calçadas de Cuiabá

Domingo triste da despedida chora viola lá do "Crispim"
Deixei o Mato Grosso querido mas pela Deusa chorando eu vim
Eu fiz pra ela um simples verso, o universo sorriu pra mim
Minha viola brilhou nos campos
Devido aos bandos de pirilampos nos verdes campos lá de Coxim

A novo aurora tão radiosa aconteceu e segui além
Em Campo Grande passei pensando por que será quero outro alguém
Mais um amor assim repentino às vezes vale por mais de cem
Tratei do modo tão caprichoso
Aquele lindo rosto formoso, olhar manhoso de quem quer bem

Adeus rainha mato-grossense não sei se foi meu bem ou meu mal
Só sei que nunca em minha vida eu conheci outro amor igual
Adeus gatinha tão carinhosa estátua viva escultural
Adeus menina de fala franca
Que tem a graça pureza e panca da garça branca do pantanal!

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir