Foto do artista Lorena Chaves

Memórias de Um Narciso

Lorena Chaves


Deixo a vida me levar
Aonde ela quiser
Boto a culpa no destino
No fim vai tudo se acertar

Se estou triste abro um uísque
Devo ter um bom motivo
Se não tenho, invento
Hoje eu só quero me livrar de mim

Estou preso em meio a um labirinto cheio de espelhos
O meu mundo gira em torno das vontades que eu tenho
Estou imerso em um sistema que me diz: -você é livre!
Mas no fundo o desejo pela liberdade não cessou

Que eu sou escravo do consumo desse amor por mim
Eu sou escravo sem saber que sou assim
Eu sou escravo do consumo desse amor por mim
Eu sou escravo sem saber

No fundo eu me cansei de me relacionar comigo
E eu escrevo aqui as últimas memórias de um narciso
Vou procurar a paz que não se encontra em mim
Essa plenitude não se pode achar em alguém como eu

Que sou escravo do consumo desse amor por mim
Eu sou escravo sem saber que sou assim
Eu sou escravo do consumo desse amor por mim
O amor não pode ser tão egoísta assim

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir