Me permita entrar
Na sala da intimidade
Onde muitos tremeram
E nenhum foi o mesmo

Me permita ver
A sua eterna glória
Mesmo no abrigo da fenda da rocha
Tua grandeza feriu minha lógica

Eu sei que existe
A majestade que ocultou de nós
E quando te ver
O conhecerei como conhecido sou

Quero te contemplar
Eu quero abrir mão de mim e me afogar
Na sua glória
Eu quero conhecer
Tua beleza mesmo que isso me faça morrer
Eu quero ver

Morrer pra te ver
Viver pra tua glória

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Lukas Silva do Nascimento. Essa informação está errada? Nos avise.

Posts relacionados

Ver mais posts