Faça login para habilitar sua assinatura e dê adeus aos anúncios

Fazer login
exibições de letras 86.321

Mensagem (ao vivo)

Maria Bethânia

Quando o carteiro chegou e o meu nome gritou
Com uma carta na mão
Ante surpresa tão rude
Nem sei como pude chegar ao portão

Lendo o envelope bonito
O seu sobrescrito eu reconheci
A mesma caligrafia que me disse um dia
Estou farto de ti

Porém, não tive coragem de abrir a mensagem
Porque, na incerteza, eu meditava, dizia
Será de alegria ou será de tristeza?
Quanta verdade tristonha ou mentira risonha
Uma carta nos traz
E assim, pensando, rasguei sua carta e queimei
Para não sofrer mais

Todas as cartas de amor são ridículas
Não seriam cartas de amor se não fossem ridículas
Também escrevi, no meu tempo
Cartas de amor como as outras, ridículas
As cartas de amor, se há amor, têm que ser ridículas

Quem me dera o tempo em que eu escrevia, sem dar por isso
Cartas de amor ridículas
Mas, afinal, só as criaturas que nunca escreveram cartas de amor
É que são ridículas

Porém, não tive coragem de abrir a mensagem
Porque, na incerteza, eu meditava, dizia
Será de alegria ou será de tristeza?
Quanta verdade tristonha ou mentira risonha
Uma carta nos traz
Assim, pensando, rasguei sua carta e queimei
Para não sofrer mais

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Aldo Cabral / Cícero Nunes. Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por Saulo. Legendado por Maria. Revisões por 4 pessoas . Viu algum erro? Envie uma revisão.

Comentários

Envie dúvidas, explicações e curiosidades sobre a letra

0 / 500

Faça parte  dessa comunidade 

Tire dúvidas sobre idiomas, interaja com outros fãs de Maria Bethânia e vá além da letra da música.

Conheça o Letras Academy

Enviar para a central de dúvidas?

Dúvidas enviadas podem receber respostas de professores e alunos da plataforma.

Fixe este conteúdo com a aula:

0 / 500


Opções de seleção