Pode parar de se repetir
Que eu já sei de cor que não é verdade
Quando os caminhos se separam
Não tem razão que de mais jeito
Não tem perdão, não tem senão, não tem porém
Quando os caminhos se separam
Não tem razão que de mais jeito
Não tem perdão, não tem senão, não tem porém

Faz o favor de me perdoar
Se eu fingir que não sei de nada
Mas não me diz que vai embora
Espera a luz da madrugada
Só amanhã, quando acordar, não tem ninguém
Vou me iludir que é um sonho
Viro a cabeça pro outro lado
E vou sonhar que logo mais você já vem

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Celso Fonseca / Ronaldo Bastos · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Francisco
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.