Você bem sabe que eu vivo triste aqui
E que a saudade que me invade corroi tudo em mim
Vem, meu amado, e diz pra mim o que quer
E eu te darei bem mais que o corpo e a alma de uma mulher

Quando um amor devoto como o meu
Entrega aos céus e ao tempo tudo que perdeu
Espera mais do que pode esperar
Uma mulher que te amou tanto como eu

Resta sempre na lembrança
Uma esperança de ter
De novo o seu bem querer
E é tão raro querer como te quero
E suportar sem desespero o grito no cais
Em silêncio sem saber aonde vais
Na infinita janela do nunca mais

E o nunca mais quer fechar a minha janela
O nunca mais quer amargar a minha fé
O nunca mais, que te levou pro mundo
Quer roubar também a paz de quem te quer

Você bem sabe que eu vivo triste aqui...

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir