exibições 22
Foto do artista Marinês Siqueira

No lugar, as flores guaxas
Nascem por tudo à vontade
Resto de rancho e arvoredo
Sentindo muita saudade

Laranjeiras brotam folhas
Copadas em seus verdores
E os galhos ficam mais belos
Para o retorno das flores
E os galhos ficam mais belos
Para o retorno das flores

Goiabeira se prepara
Nos voos dos passarinhos
Não demora, é primavera
Para o gorjeio dos ninhos

Na verdade, não tem gente
Nem conversa e nem sorriso
Mas tem hospitalidade
Na sombra do paraíso

Cachopas de marimbondo
Nos galhos do Turupi
No oco do abacateiro
Cheira mel de Jataí

A tapera vive assim
Renasce tudo que cai
A alma fica morando
Depois que o corpo se vai
A alma fica morando
Depois que o corpo se vai

No lugar, as flores guaxas
Nascem por tudo à vontade
Resto de rancho e arvoredo
Sentindo muita saudade

Laranjeiras brotam folhas
Copadas em seus verdores
E os galhos ficam mais belos
Para o retorno das flores
E os galhos ficam mais belos
Para o retorno das flores

Goiabeira se prepara
Nos voos dos passarinhos
Não demora, é primavera
Para o gorjeio dos ninhos

Na verdade, não tem gente
Nem conversa e nem sorriso
Mas tem hospitalidade
Na sombra do paraíso

Cachopas de marimbondo
Nos galhos do Turupi
No oco do abacateiro
Cheira mel de Jataí

A tapera vive assim
Renasce tudo que cai
A alma fica morando
Depois que o corpo se vai
A alma fica morando
Depois que o corpo se vai

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir