Causa reboliço onde passa,
Desce mais redondo que a cachaça...
Ela é a fulana de tal,
O seu palácio vai do Leme ao Pontal,
É a minha mais entre as dez mais.
Ela é gente bem,
Por isso mesmo não dá mole a ninguém,
Mas um dia eu faço ela sambar.

Ela é o colírio da moçada
Quando chega pára a batucada.
Ela é o jazzy,
E há quem diga que parece um rapaz,
Mas quem fala é louco pra encarar.

Ela é minha cara
E nem me olha quando a gente se esbarra,
Mas um dia eu faço ela sambar.
Tira onda de granfina ,
Mas pra mim é só a mina
Que enfeitiçou meu coração.
Vai que um dia pinta um clima
E ela vem parar na minha
E eu vou comer na sua mão...


E eu vou comer na sua mão...
E eu vou comer na sua mão...

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Ronaldo Bastos · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Luh, Legendado por Jonas
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.