Já fui várias vezes lá e não ti encontrei
Até cansei, nem somei o tanto que andei
Percorri aquelas ruas numa pa de quarteirão
Com o seu último retrato tirado na minha mão

Trampei à noite inteira e saí de manhã
Nem tomei café, sai correndo comendo maçã
Por amor a ti, nem levei em conta o cansaço
Mas quando vou embora sem notícias um fracaço

Me sinto velho, pra isso num tenho idade
Tenho as dificuldade e algumas enfermidade
Foi mó laço na tua vida, foi mó armadilha
A se pego quem fez isso com minha a filha

É batalha todo dia e não vou desistir
Onde falam que te viram tô lá pra conferir
Tô conhecido por uns noias que perguntam "se achei"
Acho que não tem lugar que eu não procurei

Eu não pouparia por você minha vida
E tudo faria só pra que revivas
Tô pelos becos à sua procura
Se preciso vou rua por rua

Me disseram que cê tava na Gusmões apodrecendo
Tipo zumbi, largada na noite no sereno
Dias sem dormir sem comer só na pedra
Ainda não entendi com ce foi entrar nessa

Me lembro de você penteando a boneca
Sua primeira colherada de comida mó meleca
Sempre estudiosa, fazia sua tarefa
O mundo vem e apresenta o que num presta

Lembro, e vem o choro, um desespero aguniante
Insucessos não têm sido fator motivante
O passado glorioso me faz querer voltar
E compensar, e fazer tudo pra acertar

Mas num dá, agora tenho que te procurar
Só vou relaxar quando tudo amenizar
Tô disposto a pagar o que tiver que pagar
Pra você deixar o crack e se recuperar

Eu não pouparia por você minha vida
E tudo faria só pra que revivas
Tô pelos becos à sua procura
Se preciso vou rua por rua

O crack te trancou na primeira, e abusou
Se quis a vida de volta, mas ele recusou
Tava com cheio de mijo lá passando uns bicho
Quando te vi dormindo misturada no lixo

Te chamei da lama, te encontrei meu tesouro
Te abraçei como se não tivesse outro
Você com muito sono derramou uma lágrima
Te ver viva agora num tem preço que paga

Toda correria foi severa e bruta
Mas valeu a pena todo sacrifício e luta
Quando te vejo mudada e se recuperando
Tudo me fez ver o quanto eu te amo

Muitos não botam fé tem que ver pra crer
Mas felizes os que acreditam mesmo sem ver
Pra muitos é difícil arriscar um palpite
Mas se o filho libertar com certeza será livre

Eu não pouparia por você minha vida
E tudo faria só pra que revivas
Tô pelos becos à sua procura
Se preciso vou rua por rua

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts