Foto do artista Mayck e Lyan

No Som da Viola / Sangue Novo

Mayck e Lyan


É hoje que a Terra treme
É hoje que a pedra rola
Esse é o som da minha Terra cheguei no som da viola

REFRÃO
Tem sangue novo na praça
Caipira se sente honrado
A viola e o violeiro vão muito bem obrigado

Vou entrar nessa jogada eu não entro pra perder
Sou sangue novo na praça acostumado a bater
Vou bater só na cangaia pro burro compreender
Quem abusou na derrota de ver a viola morrer
Hoje corre igual um coelho e vai voltar de joelho se quiser sobreviver

REFRÃO...

Disse um falso sertanejo que a viola já era
Os amigos da panela se fecharam numa esfera
Sem a bençã da viola nenhuma moda prospera
Nasce fraca no inverno e morre na primavera
Nosso abraço a juventude a viola vem com saúde
Parabéns as novas feras

REFRÃO...

A viola tá voltando ta conquistando mais fã
Defendendo as raízes tem aqui Mayck e Lyan
Valeu nosso sacrifício essa luta de Titã
Juventude esclarecidade de mente aberta e sã
Abraçou nossa bandeira nova classe violeira
Ta seguro o amanhã

REFRÃO...

Eu hoje por onde passo sempre encontro violeiro
Com menos de 20 anos seguindo Tião Carreiro
Tocando e cantando moda quase sempre pagodeiro
Pega a espada e segue os passos do nosso grande guerreiro
Nos deixou mais não morreu sua semente cresceu
Descanse em paz companheiro

REFRÃO...

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Cassiano / Julião / Sebastião Ferreira da Silva / Zé Mulato · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Daiane
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.