Menina moça criada com amor
Com ausência dos pais foi criada com os avos
E da cidade humilde onde morava
Fez seus 18 anos teve que se mudar

Cidade grande pra ela e novidade
Moça acanhada teve dificuldades
Veio primeiro pra grande capital
Termina os estudos em sua rotina normal

E um sorriso mudaria a historia
Daquela moça a caminho da escola
Um moço que julgava ser pela orde
Entrava na sua vida pra ela era sorte

O tempo passa e ela apaixonada
Chegou o grande dia d e leva-lo pra casa
Pra apresenta o seu humor maior
O seu namorado pros humildes avos

E seu avo chamou num canto e falou
Eu não quero saber desse tal namoro
E esse cara ai não e pra você
To com pressentimento o peito chega adoe

E a menina cega louca de amor
Por causa dele discutiu com o avo
Ela saiu xingado toda nervosa
Decidiu da um passo e alimenta quela historia

Já com 5 meses que eles estava juntos
Foi mora com ele olha só que absurdo

E o cara que com ela sempre amoroso
Com o tempo passando foi tornando desgosto
E dentro dele um ciumes doentio
Ela não aquentando e chorando ela pediu

Quando te conheci não era assim
Agora tu tirou o que estava dentro de min
E eu não quero mais ficar com você
Vou termina os estudos vê se tenta entender

E na escola abracada com o amigo
Ele viu a cena e sentiu foi traído
Naquela hora o mano transformou
Primeira agressão e ela lembrou do avô

Ele gritava e dizia para ela
O sonho acabou acorda Cinderela
Se não for comigo tu não fica com ninguém
Eu mato você e seu amiguinho também

E com medo dele ela não sai mais de casa
Seu amigo ligou e veio visita-lá
Ela chorando no braco do amigo
Não quero morrer fica aqui bem pertinho

E de tocaia o cara obcecado
Invadiu a casa transtornado e armado
Muito nervoso gritava e repetia
Vou mata os dois e depois se mataria

Ato covarde com a moca do interior
Só queria estuda e ter muito valo
Ouve-se tiros vindo daquela casa
5 Disparos por um grande canalha

Que não foi homem para aceita o fim
Infelizmente a historia termina assim
Mais uma historia que eu venho relatar
Vim pra te avisa que o crime não presta

Mais uma historia que eu venho relatar
Vim pra te avisa que o crime não presta

Lá lá lá lá
Vim pra te avisa que o crime não presta

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir