Pra mim, cê vale ouro
A joia rara de todo meu tesouro

Se você quer que eu te chame de mamãe
Só pra você milhares de confissões
E mesmo assim não consigo entender
Sem porque nem pra que
Não tenho culpa se meu pai foi embora
E até hoje eu não entendo a história
Até parece que não gosta de mim
Mas não foi eu que te causei o fim

Sabe por que, mãe?!

Pra mim, cê vale ouro
A joia rara de todo meu tesouro! (e tem mais)
Você que me tornou voraz
Não transmitiu a verdadeira paz

Eu só queria um colo de mamãe

Pra mim, cê vale ouro
A joia rara de todo meu tesouro

Pensa, tenta se ver
Na certeza absoluta de que vai morrer
Não foi por uma, duas ou três
Graças a Deus não fui a bola da vez!

Oh mãe, sou chapa quente, sou disposição
Mas não queria isso no coração (comigo não)
Queria amor e não corresponderam
(Você não correspondeu, mãe)

Porque pra mim, cê vale ouro
A joia rara de todo meu tesouro

É, mas não tem nada, não
Por consequência do destino, Ricardo na prisão
Queria estar no lugar do meu irmão
Pra não sofrer seu pobre coração

Minha mãe, às vezes não consigo entender o que sou
Porque insisto em cobrar seu amor

Me dê de graça ou nesse embalo eu vou que vou
Me dê de graça ou nesse embalo eu vou que vou

Pra mim, cê vale ouro

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: ETERNO / Felipe Boladão · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Sérgio, Legendado por Denis
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.