E quem me inspirava era um assaltante de banco
Hoje eu inspiro a molecada a querer cantar
Mesmo sem parquinho, meu playground era um barranco
Sempre que eu caí, Deus me deu força pra me levantar

Vim pela alegria ou vim pra causar espanto
De quem quer meu bem ou de quem quer me ver chorar
Meu anjo da guarda me vigia pelos canto
Meu protetor não dorme, tudo que vim vai voltar

Ó Dona Ana, sempre ora por mim
Só ela sabe tudo que eu passei
Vi falso amigo se dizer por mim
Nas costas contra mim

Porque tá com inveja do caô que eu comprei, né
Porque tá com inveja da moto que eu pilotei, né
Porque tá com inveja de tudo que eu conquistei, né
Porque tá com inveja que eu tô na GR6, né

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir