Sempre pensava
Em gente que encontrava
Quebravam os meus sonhos
Sempre me humilhava
Por muito tempo
Baixei a minha guarda
Por acreditar
Que não valia nada
Eu me sentia
Sempre sufocado
Era só olho grande
De tudo que era lado
Tudo que fazia
Já era manjado
Por isso vim viver
Aqui do outro lado
Hoje as coisas
Se movem como agua
Derramando lagrima
Em um carro na estrada
Olhos no horizonte
Escutando minha musica
Protesto na escuta
Que linda partitura
Pensava que estava
Tudo terminado
Deus me deu a mão
Eu fui resgatado
O fim virou começo
Para quem foi o fraco
Olha eu ai
Cantando na tua radio
Nunca vou esquecer
Quem fez isso acontecer
Pessoas no twitter
Que vinham pra me ver
Não vou fala nome
Tu sabe que é você
Com todo meu amor
Eu vim agradecer
Não sou o tcham
Nem kleber bam-bam
Isso iniciou
Com uma webcam
Um fruto de um trabalho
Sem gente do meu lado
Com todos sentimentos
Do meu corpo aflorado
Era só um largado
O ultimo cavalo
A zebra desse prado
Um comedia comentado
Quem apostou
Que levou o acumulado
Hoje esta rindo
E feliz esse cavalo
Historia que se passa
Ninguém acreditava
Só eu em mim mesmo
É isso que me basta
Hoje o amor
Que foi encorado
No meu coração
Que tá sendo repassado
Eu vou suplicar
Posso até me humilhar
Mas por favor
Não deixe de sonhar
Um sonho bem sonhado
E bem articulado
Juntando com trabalho
Será realizado
Tenho certeza
Da capacidade
De nos unirmos
De verdade
Mostrando para todos
Nossas qualidades
Mais os compromissos
Com toda lealdade
Tudo que escrevo
Não é o veredito
Não sou apocalítico
Talvez mais um ridículo
Querendo seu espaço
Buscando aliados
Com o meu corpo
Relaxado
Não importa
O meu estado
Vendo o ser humano
Cada vez mais modulado
E um livro
Que foi psicografado
Que nele tá escrito
A vida do outro lado

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir