Gotas de chuva caindo no mar
Me fazem meditar
Na vida, na morte, tudo enfim
Que trago dentro de mim

Desejo, ego, paixão
Entrecruzam meus pensamentos
Muladhara me traz confusos sentimentos
Nele não encontro só o breve prazer
Mas sublime essência que sustenta o viver
Que me provoca o impulso de co-criar
Que me faz cantar

Vejo barcos pela manhã que se vão
Mas sei que amanhã bem cedo de novo partirão
Vejo flores caídas pelo chão
Mas sei que na primavera de novo brotarão

Desejo, ego, paixão
Entrecruzam meus pensamentos
Muladhara me traz confusos sentimentos
Nele não encontro só o breve prazer
Mas sublime essência que sustenta o viver
Que me provoca o impulso de co-criar
Que me faz cantar

Vejo crianças tão lindas a chegar
Como as gotas de chuva que vieram do mar
De onde emana o divino poder criador
Oceano sem praia infinito mar do amor

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir