Cada dia que passa é mais uma batalha
Minha arma é a palavra, meu gatilho não falha
Um microfone na mão, uma idéia na cabeça
Eu falo, eu grito atnes que enlouqueça
Pois é tudo para poucos e nada para mim
Essa é a realidade, nós vivemos assim
Temos que lutar para salvar o Brasil
500 anos de invasão, puta que o pariu

Guerrilha
Nós temos os bens mas não a partilha

Pátria Amada Brasil, puta que o pariu
Esse país é uma verdadeira guerra civil
Não podemos falar, não podemos pensar
Pois são eles quem mandam e é bom respeitar
Amazônia já era, a nação está vendida
E foi tudo fiado, essa foi a saída
E não adianta chorar o leite derramado
O jeito é agir e sonhar acordado

Guerrilha
Nós temos os bens mas não a partilha

Eu leio o jornal e saio andando
Pois os homens da lei é quem estão me roubando
Querem me amordaçar, podem até tentar
Miguelito Cochabamba, ninguém vai nos calar
Então chega de censura, abaixo a repressão
Esse é o poder da comunicação
Um microfone, um baixo, uma guitarra, uma batéra
Juntou tudo isso, agora já era

Guerrilha
Nós temos os bens mas não a partilha

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir