exibições 24
Foto do artista Mundo Livre S/A

Bailei de Calção Um Zero a Mais

Mundo Livre S/A


Amigão. Não sou um vendedor
Mas aqui vou revelar quem sou
Já fui pai, também já fui irmão de alguém

Desertei, não quis tombar em vão
Emigrei, mataram conceição
Naufraguei, triste piada: Sobrevivi

Só um insólito grão que a terra renegou
Que sobrou, virou um zero a mais
A vagar na civilização refugee

Vaguei, vaguei, vaguei, pirei
Rezei, rezei, dormi, acordei
Matei, matei, matei mais um
Que vagou, que sobrou, refugee

Só um maldito grão que teima em reagir
Me cansei de apenas lamentar
Meu irmão sonhava se tornar professor

Já sonhei virando um pop star
Em turnê, toquei com o coldplay no Japão
E nunca trabalhei de calção

Amigão, sou cantor que vem pra lhe soprar
Conceição espera retornar
Pra vingar os filhos da nação refugee

Refugee, só um maldito grão
Refugee, que a terra renegou
Refugee

Vaguei, vaguei, vaguei, pirei
Rezei, rezei, dormi, acordei
Matei, matei, matei mais um
Que sobrou. Que rezou. Menos um

Vaguei, vaguei, vaguei, pirei
Rezei, rezei, dormi, acordei
Matei, matei, matei mais um
Que vagou, que sobrou, refugee

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir