A mulata ensaboa até a água espumar
Vem passando a canoa do rio pro mar
Movimento na proa de alguém a remar
Ela vê, se atordoa e não pode chamar

E durante o verão verá
Que a canoa virá
Mas irá com seu dono pro mar
Seguirá sem parar

Mas assim que o outono chegar
Nem dará pra esperar
E a mulata terá tempo de enxaguar

E inverno prolongará
Seu eterno esperar
E a espuma fará recordar
Quem passou a remar

Mas é só a primavera voltar
E a visão clarear
Que lavar tanta roupa vai demorar

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Dante Ozzetti / Luiz Tatit. Essa informação está errada? Nos avise.

Posts relacionados

Ver mais posts