Beije-me longe da moita da cevada,
Todas as noites junto à verde, verde grama.
Balance, balance, balance o degrau giratório
Você usará aqueles sapatos e eu usarei aquele vestido.

Beije-me sob o crepúsculo lácteo,
Leve-me para fora, no chão enluarado.
Levante sua mão aberta,
Bata na fita e faça os vaga-lumes dançarem,
A lua prateada está cintilante.

Então, beije-me...

Beije-me ao lado da casinha na árvore quebrada,
Balance-me alto no seu pneu pendurado
Traga, traga, traga seu chapéu florido,
Nós tomaremos o caminho marcado no mapa do seu pai.

Beije-me sob o crepúsculo lácteo,
Leve-me para fora, no chão enluarado.
Levante sua mão aberta,
Bata na fita e faça os vaga-lumes dançarem,
A lua prateada está cintilante.

Então, beije-me...

Beije-me sob o crepúsculo lácteo,
Leve-me para fora, no chão enluarado.
Levante sua mão aberta,
Bata na fita e faça os vaga-lumes dançarem,
A lua prateada está cintilante.

Então, beije-me...
Então, beije-me...
Então, beije-me...
Então, beije-me...

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts