Estava no prédio cantando,
viola e bongô.
Muito feliz e contente,
camarão sorridente.
Então, de repente
o galo cantô.
Você não sabe meu amigo,
a policia chegou.

Bateram na gente,
como se fossemos ladrões.
Por causa, de um camarão sorridente...
Não sou ladrão, sou inocente.

Mandaram descer as escadas cantando:
Eu vou pra casa, agora, eu vou.
Mandaram descer as escadas cantando:
Eu vou pra casa, agora, eu vou.
Abuso de poder, falta de respeito, de decência,
discriminação.
Extrema ignorância, gratuita violência, intolerância,
discriminação.
Eles pensam que podem (será que podem?) - não podem,
humilhar um cidadão.
Eles pensam que podem (Será que podem?) - não podem,
humilhar um cidadão.

Bateram na gente,
como se fossem ladrão.
Por causa, de um camarão sorridente...
Não sou ladrão, sou inocente.

Então, pergunto porque
Gabera não é presidente.
Então, pergunto porque (por que?)
Gabera não é presidente.
Em um sistema como este,
Somente com a canção.
Podemos falar para o povo,
o que sentir sem razão.
Pois um sistema como este,
somente com a canção.
Podemos falar para o povo,
que o problema tem solução.

-refrão

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir