Recordando Seu Libório

Nei Lopes

exibições 356

Tomei ciência que ela faz e acontece
Que ninguém jamais esquece
Tudo aquilo que ela faz
Numa ocorrência, soube que ela pinta e borda
Que jamais roeu a corda
E que nunca deu pra trás
Assim requeiro então que Vossa Saliência
Me apresente essa potência
De mulher fenomenal!
E nestes termos solicito o grande auxílio
De informar seu domicílio
Nem que seja o eleitoral!
Anote aí o meu endereço virtual!

Eu fui parceiro do finado Seu Libório
Naquele velho escritório só de altas transações
E sou herdeiro do seu ramo de negócio
Depois de ter sido sócio
De importantes rufiões
O Seu Libório, que era um homem muito sério
Sempre disse que o mistério
É o que mantém nosso mister
Por isso, em nome do finado Seu Libório
Solicito um relatório,
Um dossiê dessa mulher:

Quanto de altura, quanto mede de cintura
Qual a área de cobertura
E até onde que dá pé
Quero saber se ela é ingrata ou democrata
Se ela ata ou se desata
E se engata a marcha ré
Tenho mandato do finado Seu Libório
Registrado num cartório
Lá na rua São José
Sou bom de bico, me explico e não complico
Comunico, certifico
Retifico e ainda dou fé

Tomei ciência...

Pergunte a ela quanto custa e onde é que é ...

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir