Pranto de Poeta

Nelson Cavaquinho

exibições 10.396

Em Mangueira
Quando morre um poeta
Todos choram bis
Vivo tranquilo em Mangueira porque
Sei que alguém há de chorar quando eu morrer


Mas o pranto em Mangueira é tão diferente
É um pranto sem lenço
Que alegra a gente
Hei de Ter um alguém
Pra chorar por mim
Através de um pandeiro e de um tamborim

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Guilherme de Brito / Nelson Cavaquinho · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por vladmir
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.