exibições 21

Psicoloko II

Nino


Devia ter escutado mais
Se não erro não aprendo

Devia ter escutado mais
Se não erro não aprendo
Silêncio incomoda demais
Sinto essas vozes aqui dentro
Mentiras sem perdão, corda no pescoço
Não me puxe pra baixo, perdido e louco
No fundo do poço a me afogar
Garrafas vazias a me algemar

As paredes tremem, tudo desmorona
Lágrima faz rio, nado maratona
Tentando recuperar o fôlego
E até a comida não mais sinto o gosto

Eu limpo o suor da minha testa, cansado
Não brinco faz tempo, é raro
Pelo futuro ou dias passados
A dor é a carga e a vida continua fora dos gramados, yeah

Sempre tão só
Entorpecido, mas sempre tão só
Caixão de braços abertos
Sinto um aperto, não nego é a morte puxando pra perto, yeah

Dançamos como fosse eterno
Discos favoritos num triste inverno
Assombrado, mas pra ser honesto
Sozinho, as folhas não contém o frio

Devia ter escutado mais
Se não erro não aprendo
Silêncio incomoda demais
Sinto essas vozes aqui dentro
Mentiras sem perdão, corda no pescoço
Não me puxe pra baixo, perdido e louco
Mentiras sem perdão, corda no pescoço
Não me puxe pra baixo, perdido e louco

Louco

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais no Blog