exibições 5.834

Acocha Malungo

Noriel Vilela


Ororum dá ah haha ah haha!
Ororum dá ah haha ah haha!
Ororum dá ah haha ah haha!
Ororum dá!

Acocha malungo baticum gererê
Acocha malungo baticum gererê
Acocha malungo baticum gererê

Que saudade dos terreiros
Onde eu ia assistir pai Timbó trabalhar
Trabalhar!
Era lindo ouvir negros cantando
Cantigas de umbanda e ver pai Timbó, saravá!
Saravá!
Isquidum borogundá! saravá!
Isquidum borogundá! saravá!

Acocha malungo baticum gererê
Acocha malungo baticum gererê
Acocha malungo baticum gererê

Eu nasci lá em Luanda
Terra de preto velho Timbó
Saravá!
Reinado de chefe de umbanda
Sou seu filho e sua proteção
Não me deixa tão só!
Tão só!
Isquidum borogundá! tão só!
Isquidum borogundá! tão só!

Acocha malungo baticum gererê
Acocha malungo baticum gererê
Acocha malungo baticum gererê

Que saudade dos terreiros
Onde eu ia assistir pai timbó trabalhar
Trabalhar!
Era lindo ouvir negros cantando
Cantigas de umbanda e ver pai timbó, saravá!
Saravá!
Isquidum borogundá! saravá!
Isquidum borogundá! saravá!
Isquidum borogundá! saravá!
Isquidum borogundá! saravá!
Isquidum borogundá! saravá!

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Sidney Martins. Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por Leonardo. Revisões por 2 pessoas . Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog