Desde quando eu nasci, lá no bico da cegonha
Já era gordo, mamãe dizia:
"Emagrece senão apanha"
Mas eu sempre comi tudo
Sempre fui bem alimentado
Foi assim que eu nasci
Foi assim que eu fui criado

Tenho fome de dia, de tarde
E também a noite inteira
Toda vez de madrugada eu assalto a geladeira.
Assumo todos os meus atos
Não escondo as coisas que fiz
Roubava dinheiro da minha família para ir comprar Mc feliz

Mas por favor, não se engane
Da um close na estrutura
Isso aqui não é gordura
É excesso de gostosura

O gordinho tem seus problemas
E também as suas tretas
Quando eu entro no busão
Eu entalo na roleta
Meu almoço não tem legume
Minha salada é de brigadeiro
O lado bom de tudo isso é que as minas me usam de travesseiro

Sofri quando criança, sofri na minha adolescência
Eu sofro porquê o gordo é um ponto de referência
Tenho muitos apelidos, mas alguns eu sempre ouço:
Chupeta de baleia, saco de areia, rolha de poço

Mas por favor, não se engane
Da um close na estrutura
Isso aqui não é gordura
É excesso de gostosura

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir