Foto do artista O Salto

O possivel e o impossivel

O Salto


De agora em diante eu prometo
Não vou mais te ligar
A partir desse instante eu desisto
Você vai ter que me achar
Sofro a cada minuto
Qu'eu espero o telefone tocar
Sonho e acordo aflito
Desespero , você some no ar
Vou embora agora magoado
Sem entender o motivo
Que fez aquela hora ser razoável
Pra cê ter feito isso comigo
Que destino insistente o presente
Sempre a me recusar
Um sorriso, seus dentes
Um presídio prestes a incendiar
Dos espinhos fincados sangrando
Nos meus lábios em par
Ao martírio sagrado gritante
Qu'inda vai me matar
Vou embora agora magoado
Sem entender o motivo
Que fez aquela hora ser razoável
Pra cê ter feito isso comigo
Queria só deixar claro o desfecho
Desse amor impossível
Vou sem ódio ( o que é raro ) não prometo
Mas vou fazer o possível
Os joelhos esfolados vermelhos
Não vão mais implorar
Por um beijo escasso indigente
Que não quer me tocar
Seu exímio talento maldoso
Sabe bem machucar
Um perito no intento doloso
De ferir e arranhar
Vou embora agora magoado
Sem entender o motivo
Que fez aquela hora ser razoável
Pra cê ter feito isso comigo

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Bicudo / Fabão / MOREL / Nando Reis / Sérgio Ferreira / Vitor Queiroz · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Lourdes
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.