exibições 5.230

Refém

Oriente


Se Oriente, rapaz
Esse pais é um continente e o mundo é grande demais
Eu sei
Que a vida não tá fácil pra você também
Essa cidade é uma prisão e eu me sinto um refém
Vamo conhecer o mundo
Vem comigo meu bem, meu bem
(Porque a estrada me chama)
Eu sei
Que a vida não tá fácil pra você nem pra ninguém
Essa cidade é um hospício e eu me sinto um refém
Vamo conhecer o mundo
Vem comigo meu bem, meu bem
(Porque a estrada me chama)

Coé gata!
Arruma sua mala e vamos conhecer o mundo
Vamos viver o momento
Tomar decisão no impulso
O pulso ainda pulsa, então eu posso tudo
Me fingir de maluco
Ou me fingir de lúcido
Tanto faz
Tô procurando a paz
Mas a campainha toca e me chama pra guerra
Eu conto a verdade às crianças
Por isso eu atrapalho quem se alimenta do sangue delas
Mas se for pra me matar
É melhor se proteger
Se for feitiço amador se voltará contra você
Deus é meu guarda­-costas
E que se f*** a moda
Cada vez que meu som toca
Incomoda quem controla sua mente
Eu sei que a vida não tá fácil pra ninguém
Mas do seu lado eu deixei de me sentir um refém
Em qualquer lugar tô bem
Tanto faz
Esse pais é um continente
E o mundo é grande demais

Refém das minhas próprias escolhas
É preciso estourar a bolha
Que envolve a camada da sensibilidade
Não deixa perceber o que é o amor de verdade
Te procurei por todo canto
Sem saber que na real tu já tava do meu lado há tanto tempo
Que o silêncio se encarrega de dizer o resto
Vou te levar pra minha praia
Qualquer dia eu te sequestro
Pra ver o sol, as ondas do mar, respirar um pouco e se acalmar
Todo mundo merece um pouquinho de paz
Seres humanos batendo cabeça morrendo na guerra implorando por mais
A missão é difícil, mas eu sou um sonhador
Capaz de mudar o mundo com o poder do amor
Acredito na humanidade
Colocaram as algemas
Mas o coração é a chave

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir