Não Creio

Os Mirins

exibições 439

Para aqueles que não sabem vou retratar o meu jeito
Não sou o bonzinho do mundo, também tenho meus defeitos.
Mas pra dizer o que penso falo alto e estufo o peito
Não acredito que o mundo troque de ponta
Nunca vi mula dar cria e sem vergonha pagar conta.

Com mulher de amigo meu quero apenas amizade
Não mexo nem com decreto com china de autoridade
Aonde eu cruzo cantando deixo um rastro de saudade
Não credito em burrichó parelheiro
E que em baile de campanha falte mulher por gaiteiro.

Não pego o que não é meu, sei respeitar o alheio
Pegar o que não é nosso é um vicio muito feio.
E pra curar este mal só a mango espora e freio
Não acredito em touro reto dar boi manso
E ladrão que não dispare com alarido dos gansos.

Aqui no nosso país fazem coisas engraçadas
Sai o juca entra manduca, segue a mesma palhaçada;
E o pobre do zé povinho e quem paga a mula roubada.
Não acredito em macho com quatro bola
E em pobretão milionário sem nem um toco de cola.

Infelizmente a verdade está ficando jóia rara
Quem tu pensa que é direito não tem vergonha na cara
Isso é uma peste danada que nem com feitiço sara.
Não acredito em matungo troncho e torto
E cachorro que corre ovelha só deixa depois de morto.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir