Cada vez está mais fácil me enganar
Fingindo que estou no controle de minha própria vida
Cada vez esta mais fácil mentir
Fingindo que você não existe
Consigo ver enfim que minha pele está se dilacerando
Estou brincando com algo que pode me lavar pra morte
Não vou mais cair nesse mesmo erro
É o que eu sempre falo, é o meu desejo
Mas o gosto disso tudo é tão bom
Mas deixa um amargo em minha alma
Consigo ver enfim que minha pele está se dilacerando
Estou brincando com algo que pode me lavar pra morte

Por que não sinto arrepender como na primeira vez?
Quem tenho sido esta querendo matar o meu ser
Meus inimigos estão rindo de mim
Preso em meus próprios vícios

É ai que eu posso ver teu amor
Porque você nunca me abandonou
Mesmo quando eu fechei os meus olhos
Pra não ter que ver que o teu olhar
Que o teu olhar queimava o meu coração
(minhas pernas tremem e anunciam o meu cair)
Ouvi tua voz, mas fingi não te escutar

Eu te perdi pra virar as costas
Depois voltar a favor de mim
Quem eu sou odeia quem tenho sido
Quem eu sou odeia quem tenho sido
Quem eu sou...
Quem eu sou...

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir