Por escutar uma voz que disse
Que faltava gente pra semear
Deixei meu lar e saí sorrindo
E assobiando pra não chorar
Fui me alistar entre os operários
Que deixam tudo pra te levar
E fui lutar por um mundo novo
Não tenho lar mais ganhei um povo

Sou cidadão do infinito
Do infinito, do infinito
E levo a paz no meu caminho
No meu caminho, no meu caminho

Eu procurei semear a paz
E onde fui andando falei de Deus
Abençoei quem fez pouco caso
E espalhou cizânia onde eu semeei
Não aceitei condecoração
Por haver buscado um país irmão
Vou semeando por entre o povo
E vou sonhando este mundo novo

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir