exibições 274.312

Gente eu tô ficando impaciente
A minha fome é persistente
Come frio, come quente
Come o que vê pela frente

Come a língua come o dente
Qualquer coisa que alimente
A fome come simplesmente
Come tudo no ambiente

Tudo que seja atraente
É uma fome absorvente
Come e nunca é suficiente
Toda fome é tão carente

Come o amor que a gente sente
A fome come eternamente
No passado e no presente
A fome é sempre descontente
Fome come, fome come

Se vem de fora
Ela devora, ela devora
Se for cultura
Ela tritura, ela tritura

Sempre vem uma cantiga
Ela mastiga, ela mastiga
Ela então nunca discute
Só deglute, só deglute

E se for conversa mole
Se for mole, ela engole
Se faz falta no abdômen
Fome come, fome come
Fome come, fome come

Gente eu tô ficando impaciente
A minha fome é persistente
Come frio, come quente
Come o que vê pela frente

Come a língua come o dente
Qualquer coisa que alimente
A fome come simplesmente
Come tudo no ambiente

Tudo que seja atraente
É uma fome absorvente
Come e nunca é suficiente
Toda fome é tão carente

Come o amor que a gente sente
A fome come eternamente
No passado e no presente
A fome é sempre descontente
Fome come, fome come

Se vem de fora
Ela devora, ela devora
Se for cultura
Ela tritura, ela tritura

Sempre vem uma cantiga
Ela mastiga, ela mastiga
Ela então nunca discute
Só deglute, só deglute

E se for conversa mole
Se for mole, ela engole
Se faz falta no abdômen
Fome come, fome come

Fome come, fome come

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Paulo Tatit / Sandra Peres. Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por Elaine. Revisões por 5 pessoas . Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog