Filho de Deus

Paulo César Baruk

exibições 86.012

Eu sou filho de Deus
Por meus pecados Seu sangue verteu
E por Ele posso cantar
Posso viver, eu posso falar

Eu sou filho de Deus
Por meus pecados Seu sangue verteu
E por Ele posso cantar
Posso viver, eu posso falar

Venho agora, venho sem demora
Aceitar a vida
Não mais solidão, não escravidão
Eu sou livre!

Venho agora, venho sem demora
Aceitar a vida
Não mais solidão, não escravidão
Eu sou livre!

Você é filho de Deus
Por seus pecados Seu sangue verteu
E por Ele pode cantar
Pode viver, você pode falar

Você é filho de Deus
Por seus pecados Seu sangue verteu
E por Ele pode cantar
Pode viver, você pode falar

Vem agora, vem sem demora
Aceitar a vida
Não mais solidão, não escravidão
Seja livre!

Vem agora, vem sem demora
Aceitar a vida
Não mais solidão, não escravidão
Seja livre!

Maior o que está em nós
Do que o que no mundo está
O velho homem já morreu
E não irá se levantar
Transformados, restaurados
Somos livres!

Maior o que está em nós
Do que o que no mundo está
O velho homem já morreu
E não irá se levantar
Transformados, restaurados
Somos livres!

Eu sou filho de Deus
Eu sou filho de Deus
Você é filho de Deus
Você é filho de Deus

Maior o que está em nós
Do que o que no mundo está
O velho homem já morreu
E não irá se levantar
Transformados, restaurados
Somos livres!

Maior o que está em nós
Do que o que no mundo está
O velho homem já morreu
E não irá se levantar
Transformados, restaurados
Somos livres!

Eu sou filho de Deus
Por meus pecados Seu sangue verteu
E por Ele posso cantar
Posso viver, eu posso falar

Eu sou filho de Deus
Por meus pecados Seu sangue verteu
E por Ele posso cantar
Posso viver, eu posso falar

Você é filho de Deus
Por seus pecados Seu sangue verteu
E por Ele pode cantar
Pode viver, você pode falar

Você é filho de Deus
Por seus pecados Seu sangue verteu
E por Ele pode cantar
Pode viver, você pode falar

Venho agora, venho sem demora
Aceitar a vida
Não mais solidão, não escravidão
Eu sou livre!

Venho agora, venho sem demora
Aceitar a vida
Não mais solidão, não escravidão
Eu sou livre!

Vem agora, vem sem demora
Aceitar a vida
Não mais solidão, não escravidão
Seja livre!

Vem agora, vem sem demora
Aceitar a vida
Não mais solidão, não escravidão
Seja livre!

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Paulo César Baruk & Thiago Grulha · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por rengisnick, Legendado por ChristianCabrini
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.