De bar em bar bebendo a noite
A navegar há quem se afoite
Se naufragar se for ao fundo
Não cai do céu bom vinho irmão
Não caias tu desse balcão

Heróis do bar nobre povo
Paixão demente, imortal
Paixão que o mar desse torto
Naufrágios ventos dos nortes, temporal

Baila, baila eu, bailam as velhas
Ondas de luz em que te apagas
Sereias nuas, tentação
Serei a tua perdição

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir