O Circo de Um Homem Só

Pedra Letícia

exibições 11.568

Frio na barriga a cortina vai se abrir
Por que o circo chegou, chegou, chegou
E quando a luz acender no picadeiro
Você vai me ver, vai
Sorrindo pra você

Pego malabares
Jogo para o alto
Subo no trapézio
Arremesso faca
Engulo espada
Cuspo fogo

Prenda sua respiração

Faço uma mímica
Depois uma mágica
Duas cambalhotas
Numa cama elástica
Entro na jaula do leão

E para sua diversão
Eu ponho um nariz vermelho
E arrumo meu paletó

Pinto uma lágrima de dó
Em frete ao espelho
Quando eu me vejo assim

No circo de um homem só

Frio na barriga a porta vai se abrir
Por que você chegou, chegou, chegou
E quando o amor acender dentro do peito
Você vai me ver, vai
Sorrindo pra você

Pego sua roupa
Jogo para o alto
Você sobe no trapézio
Engole espada
E pega fogo

Desabotoa

Essa nossa química
Parece uma mágica
Duas cambalhotas
Numa cama elástica
Entro na jaula da leoa

E quando você se enjoa
Eu ponho meu nariz vermelho
E arrumo meu paletó

Pinto uma lágrima de dó
Em frente ao espelho
De novo eu vejo

O circo de um homem só

Filho na barriga a vida vai prosseguir
Por que o futuro chegou, chegou, chegou
E quando a água bater no seu pescoço
Você vai se ver, vai
Num mato sem cachorro

Pegue o malabares
Jogue para o alto
Suba num trapézio
Arremesse faca
Engula espada
E pegue fogo

Prenda sua respiração

A vida meu amigo
É uma ginastica
Duas cambalhotas
Numa cama elástica
A cada dia é um leão

Encare com decisão
E ponha fé no meu conselho
Arrume seu paletó

Enxugue a lágrima de dó
Em frente ao espelho
Por que a vida é

O circo de um homem só
O circo de um homem só
O circo de um homem só

Por que a vida é
Por que a vida é
O circo de um homem só

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Fabiano Cambota / Rodolfo Cambota · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por jimmy, Legendado por Ana
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.